logo
Sign Up
.

Busca seu próximo destino

No Uruguai o verão é vivido com puro Jazz

Não só o verão uruguaio é feito de belas praias, os principais destinos têm uma intensa agenda musical em que o jazz é o protagonista. O que segue é uma lista de cinco +festivais que os amantes do gênero devem assistir.

1) Festival de Jazz de Montevidéu

25%

A décima primeira edição propõe uma excursão de três dias para aproveitar e descobrir uma grande variedade de estilos e tendências de jazz, em que a música nacional e a internacional se fusionam.
Além dos shows, haverá oficinas ditadas pelos músicos do festival, no âmbito das atividades educacionais que o Jazz Tour realiza o ano todo em conjunto com o Teatro Solís.

O Jazz Tour, ano após ano, continua adicionando atividades, sendo recentemente incorporado o Ciclo "Made in Uruguay" (desenvolvimento de artistas nacionais) que tem uma maior presença e importância de músicos uruguaios, mas também de artistas convidados.

Veja programação: http://www.jazztour.com.uy/shows/2018/festival.html
Data: 7 a 9 de dezembro de 2018.
Local: Teatro Solís, Montevidéu.


2) Festival do Medio e Medio em Punta del Este

Este renomado clube de jazz e restaurante localizado a 100 metros da Praia de Portezuelo, em Punta Ballena, há vários anos realiza o Festival do Medio y Medio, que conta com dois palcos: um auditório interior acústico e acolhedor para 100 pessoas com o nome de: "Escenario Fattoruso" + um anfiteatro no meio de uma floresta ao ar livre para 300 espectadores, sob o nome de "Escenario Parque".

A programação para cada temporada reúne os principais expoentes da música popular da região. Entre as principais personagens, que já passaram por seus palcos, estão: Jaime Roos, Hermeto Pascoal, Luis Alberto Spinetta, Ruben Rada, João Bosco, Leon Gieco, Fernando Cabrera, Liliana Herrero, Yamandú Costa, Litto Nebbia, Hugo Fattoruso, Leny Andrade, Fabiana Cantilo, entre outras. 

Veja programacao

3) XXIII Festival Internacional de Jazz de Punta del Este



Em um ambiente descontraído, na Fazenda "El Sosiego" – do lado do estabelecimento Lapataia, em Punta Ballena, o clássico festival reúne músicos de jazz de prestígio por quatro dias. Na programação estão artistas como: Gary Smulyan, Johnny O'Neal Trio e Paquito D'Rivera, entre outros destacados nomes. Acesse o programa completo em: http://www.festival.com.uy/# 

Local: Fazenda El Sosiego, Rua Swing s/n, Punta Ballena 
Data: De 2 a 6 de janeiro, a partir das 20h00. Tel.: + 598 4223 0004 / Cel.: + 598 99 905 748 


4) Río Negro, 4ª Edição do Jazz no Anglo



O antigo frigorífico Anglo, localizado na cidade de Fray Bentos, a 309 quilômetros de Montevidéu, será palco da 4ª Edição do Jazz que leva o mesmo nome, a ser realizado no dia 11 de janeiro às 21h00. Durante o festival, as bandas Mingunus Ensamble da Argentina e Tío Eugenio da Banda de Jazz de Paysandú serão apresentadas em frente ao cais de madeira do Anglo.

Antes do evento, você pode visitar o antigo frigorífico, que foi declarado Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela UNESCO. Também reconhecido como "A Cozinha do Mundo", por ter dedicado grande parte de sua produção de carne à fabricação de carne enlatada, alimento para milhares de soldados durante as principais guerras do século XX. Navegar pelos rios Negro ou Uruguai é outra das opções que podem ser programadas no itinerário do viajante que visita o Departamento de Río Negro.



5) Jazz de rua em Mercedes

De 12 a 20 de janeiro de 2019 haverá uma nova edição desta grande festa popular que se apodera das ruas de uma das mais belas cidades do interior do país. Desde 2007, este encontro internacional gratuito, de músicos livres e de mente aberta, reúne mais de 140 artistas de diferentes origens musicais e escolas.

A partir do 7º Encuentro, várias melhorias foram feitas, tanto com o som quanto com a iluminação, obtendo a proposta um nível internacional. A festa tem um palco central na chamada Manzana 20 e pequenos sistemas distribuídos no centro da cidade para bandas de rua improvisadas.

O evento único de sua espécie, por sua concepção intelectual, tem uma alta carga emocional e cultural para a cidade, tornando-se um espaço de referência para músicos nacionais e internacionais da Argentina, do Brasil, de Cuba e dos Estados Unidos, entre outros.

Outra característica marcante do festival foi seu espírito de ensino do gênero no local ao longo do ano, bem como a realização de vários shows mensais. A iniciativa tomou tal magnitude que o parlamento uruguaio declarou a cidade de Mercedes como "Capital Uruguaia do Jazz". 
Veja o calendário de 2019: www.jazzalacalle.com.uy/

 

View all
Cultura y Patrimonio
Museus
Outros