logo
Sign Up
.

Busca seu próximo destino

Quinta, 14 Abril 2016 14:51

Trás a arte sacra de Lino Dinetto Featured

Written by 
Rate this item
(0 votes)
Trás a arte sacra de Lino Dinetto Intendencia de San José

San José permite um íntimo encontro com a obra sacra contemporânea mais importante da região, seguindo as obras do maestro da cor.  Em meados do século passado as diversas disciplinas artísticas viveram no rio da Prata um dos seus maiores momentos de fermento e destaque. No Uruguai a plástica tem tido um desenvolvimento peculiar e em San José a presença de Lino Dinetto não foi casualidade.
Dinetto nasceu em 1927 na província de Pádua, região de Veneto, Itália e teve uma trascendental infuência no impulso à utilização de uma dinâmica paleta cheia de cores e modernismo para aqueles dias.
Sua particular forma de sentir a arte marcou a todos os josefinos pelo valioso legado que deixou plasmado nos afrescos da Catedral de San José de Mayo durante a década de 50 do século XX.
A realização desses afrescos possibilitou que Dinetto estivesse quatro anos na capital josefina e o fruto desse trabalho lhe outorgou uma reconhecida notoriedade. Dinetto deixou o seu legado na Capela del Huerto em San José de Mayo e na Igreja de Libertad.
O artista voltou à Europa nos anos 60 abrindo caminho a obras monumentais, que o converteram em um dos atores contemporâneos mais influintes da arte sacra em nível mundial.
Obras recomendadas por diferentes pontífices o converteram em um dos prediletos e referentes da Santa Sede.
San José permite uma aproximação à monumental obra de um artista que se converteu numa ponte para o encontro, sabendo assimiliar e assemelhar os segredos da técnica renacentista à cultura contemporânea.
 

 

 

Read 692 times Last modified on Segunda, 28 Novembro 2016 19:49
View all
Cultura y Patrimonio
Museus
Outros