logo
Sign Up
.

Busca seu próximo destino

Requisitos de ingresso e trâmites

  • Qual documentação necessito para viajar ao Uruguai? Abrir o Cerrar

    Em condições de normalidade, os visitantes estrangeiros não precisam realizar procedimentos especiais de imigração, eles entram no país com um passaporte válido. Para os cidadãos de países vizinhos, o documento de identidade. Os menores que viajam sozinhos serão verificados quanto à conformidade com os regulamentos de emigração do país de origem, que geralmente se referem à permissão por escrito dos pais. Em qualquer caso, recomenda-se consultar as representações diplomáticas.

    Novas condições de entrada no Uruguai no contexto COVID-19 (ver decreto)

    Por mais que as fronteiras ainda estejam fechadas por conta da presença do coronavírus, existem algumas exceções de ingresso para cidadãos nacionais, residentes uruguaios e estrangeiros:

    • reagrupamento familiar entre pais, cônjuges, concubinato, filhos solteiros menores ou maiores com incapacidade

    • choferes de transporte internacional.

    • diplomatas acreditados

    • Pilotos de aeronaves.

    • piloto de embarcações

    • por razões humanitárias ou para fins laborais, econômicos, empresariais ou legais, apresentado à Direção Nacional de Imigração pelo Ministério competente, correspondente à área de atividade em questão e com base em razões de necessidade urgente.

    Em todos os casos consulte para mais informações em: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. - Telefone: (+598) 2030 1800.

    Aqui você pode iniciar o procedimento de autorização para entrada excepcional no Uruguai.

    Requisitos sanitários de ingresso para COVID-19 (ver decreto)

    1) Um certificado de teste de coronavírus negativo por técnica de biologia molecular por PCR-RT, realizado até 72 horas antes do início da viagem num laboratório do país de origem ou em trânsito do país de origem.

    2) Preencher uma declaração juramentada declarando a ausência de sintomas e o contato com casos confirmados ou suspeitos de COVID-19 nos 14 dias anteriores à entrada.

    3) Se você ainda não tomou a vacina contra o vírus SARS CoV-2 ou não foi infectado, lhe será exigido o isolamento social preventivo obrigatório durante os primeiros 7 dias de ingresso ao país. Em seu 7º dia de estadia, um novo teste PCR-RT deve ser realizado em território nacional ou então, estendero isolamento social preventivo obrigatório por mais 7 dias, atingindo um total de 14 dias. Além disso, deberá proporcionar uma forma de contato rápida para a rastreabilidade.

    4) Caso você já tenha se vacinado nos 9 meses anteriores ao embarque ou chegada ao país e tenha cumprido os catorze dias subsequentes para obter imunidade efetiva, está dispensado da quarentena exigida, mas é obrigatória a apresentação do comprovante/certificado de vacinação, de uma ou duas doses, conforme o tipo de vacina fornecida. Da mesma forma, àqueles que foram infectados pela Covid-19 nos últimos 90 dias, antes do embarque ou chegada ao país, comprovando a informação por PCR positivo, resultado do teste RT ou detecção do antígeno (de 20 a 90 dias antes do envio), estão dispensados da obrigatoriedade de quarentena de 7 dias na chegada. (ver decreto y su actualización)

    5) Seguro de assistência com cobertura específica para a COVID-19.

    6) A utilização de transportes públicos coletivos não é aconselhada.

    7) Descarregar a aplicação Coronavirus Uy e ativar a aplicação bluetooth para acompanhamento em caso de ocorrência de caso de COVID-19.

    + Info: Portaria 649 do Ministério da Saúde Pública.

    Acesse um guia rápido para tirar suas dúvidas e completar os procedimentos para entrar no país em 3 etapas.

  • Que alimentos posso ingressar?Abrir o Cerrar

    As leis sanitárias uruguaias são estritas quanto à proibição de ingresso de alimentos. Entre os trâmites que deverão ser feitos ao ingresso, está o preenchimento de uma pequena ficha de declaração a respeito.

    • Vegetais, suas partes ou produtos relacionados
    • Frutas e legumes frescas.
    • Sementes, artesanato com sementes e produtos vegetais.
    • Flores, plantas, ornamentais e cultivos in vitro.
    • Terra, plantas frutais, hortícolas, forrageiras, florestais ou parte delas: galhos, estacas, puas, gemas, bulbos ou outros Animais, produtos e subprodutos.
    • Leite fluido (exceto longa vida), manteiga, ovos, creme de leite e queijo
    • Animais domésticos: aves, espécimes exóticas, abelhas e outros
    • Carnes de qualquer espécie, frios e embutidos
    • Alimento para animais e produtos biológicos ou veterinários
    • Inflamáveis, alcaloides, estupefacientes, objetos obscenos, material subversivo ou pornográfico
    • Bens como próprios que não pertençam ao passageiro. Nestes casos só se admite o ingresso sob regime de importação e com os controles sanitários correspondentes.

    Por consultas pode se comunicar com o Ministerio de Ganadería, Agricultura y Pesca

    Teléfonos: (005982) – 412.63.44 / Fax: (005982) – 412.63.06

    Correo electrónico: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

    Página Web

  • Preciso me vacinar para entrar no país?Abrir o Cerrar

    Atualmente, as condições sanitárias são boas e não são necessárias vacinas especiais para entrar no país. No entanto, é aconselhável ter a vacina contra SARS CoV-2, uma vez que a pandemia de coronavírus (COVID-19) está em trânsito com uma resposta adequada à saúde.

  • Como faço para ingressar com meu animal de estimação no Uruguai?Abrir o Cerrar

    Dos países do Mercosul, da América e da Europa: para ingressar com cães ou gatos deverá ser solicitado um alvará sanitário no Ministério da Pecuária do país de origem, nele se deverá atestar o estado sanitário do animal e a vacina antirrábica. Serão apresentados o animal e a Certificação Sanitária na Oficina de Control Zoosanitario, dependente do Ministerio de Ganadería, Agricultura y Pesca ao ingressar no território uruguaio. Dos outros países: para ingressar com cães e gatos deverão tirar previamente uma autorização de ingresso no Uruguai, na qual aparecerão as condições sanitárias a serem cumpridas pelo país de origem. Para conhecer os requisitos vigentes a cumprir para o transporte de animais em voos regionais e internacionais sugere-se entrar em contato com o Ministerio de Ganadería, Agricultura y Pesca.

    Oficina Central: (005982) 410.41.55 / Oficina Aeropuerto: (005982) 604.03.20

    Página Web

  • Qual é o procedimento que deve ser realizado para entrar com armas de caça esportiva?Abrir o Cerrar

    Previamente se deverá tramitar a autorização que outorga o Servicio de Material y Armamento do Uruguai. A alfândega não permitirá o ingresso de armas de caça sem a apresentação dessa autorização. Por consultas: (+598)2355 3434.

    Fax: (005982) 355.41.53

    Correo electrónico:Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

    Página Web

  • Qual é o trâmite que se deve realizar para ingressar veículos no país?Abrir o Cerrar

    Veículos do MERCOSUL:

    Veículos comunitários: São os automóveis, motos, bicicletas motorizadas, trailers, reboques, embarcações de recreação e esportivas e demais veículos similares que estejam cadastrados e matriculados em qualquer um dos Estados Parte. Os veículos comunitários de uso particular exclusivo dos turistas circularão livremente pelo território dos Estados Parte. Os veículos deverão ser dirigidos pessoalmente pelo proprietário, ou usuário devidamente autorizado (Procuração feita por Advogado), por seu cônjuge ou familiar de até 2ºgrau de consanguinidade ou afinidade, desde que não sejam residentes habituais no país. Poderão ser dirigidos por motorista profissional comprovando a sua qualidade perante autoridade alfandegária.

    • Documentação requerida para comprovar a qualidade do veículo comunitário:
    • Carteira de propriedade e / ou Título do Veículo
    • Carteira de Habilitação
    • Seguro de Responsabilidade Civil vigente (Cartão Verde)
    • Placas de matriculação e cadastro no país de origem
    • Procuração feita por Advogado (se o motorista não é proprietário)

    Prazo de permanência: Os veículos comunitários poderão permanecer cobertos no regime de até três meses desde o seu ingresso. Vencido esse prazo deverão formalizar sua permanência perante autoridade alfandegária, podendo lhe outorgar nesses casos uma autorização de até um ano desde o ingresso. Os turistas proprietários ou arrendatários de bens imóveis no seu território nacional, com domicílio habitual fora do país - extremos a serem comprovados fidedignamente - poderão tramitar para os veículos automotores uma prorrogação de até mínimo 24 meses sem prestação de garantias (obtém-se no Ministério de Economia e Finanças do Uruguai).   Secretaria do Ministério de Economia e Finanças Tel: (005982) 1712.29.10 Fax: (005982) 1712.2919 Correio eletrônico: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

    Veículos extra-Mercosul:Poderão ser introduzidos temporariamente: Automóveis, motos, bicicletas motorizadas, trailers, reboques, aviões, embarcações de recreio e esportivas, além de veículos similares que sejam de uso particular e exclusivo dos turistas. Os veículos deverão ser dirigidos pessoalmente pelo proprietário ou usuário devidamente autorizado ( Procuração feita por Advogado), por seu cônjuge ou familiar de até 2ºgrau de consanguinidade ou afinidade, desde que não sejam residentes habituais no país. Poderão ser dirigidos por motorista profissional comprovando a sua qualidade perante autoridade alfandegária.Documentação requerida:

    • Carteira de propriedade e / ou Título do Veículo
    • Passaporte
    • Carteira de Habilitação
    • Seguro de Responsabilidade Civil vigente (Cartão Verde)
    • Procuração feita por Advogado (se o motorista não é proprietário)

    O proprietário ou usuário devidamente autorizado perante a Alfândega (Procuração feita por Advogado) deverá formular uma Declaração Juramentada que contenha1 - Dados identificatórios do veículo e lista dos acessórios 2 - Dados identificatórios do proprietário ou motorista usuário autorizado. Esta Declaração é o documento que habilita a circular no território nacional ou sair dele. O prazo de permanência do veículo em território nacional será de 1 ano, podendo ser adiado, por motivos justificados perante a Autoridade Alfandegária por mais três meses. A permanência do veículo no país, logo depois de vencido o prazo, fará com que se imponha uma multa de U$S20.-por cada infração até completar um mês. Vencido esse prazo se iniciarão os procedimentos por presunção de infração alfandegária.